J. Pinto Leitão apoia a exposição 

A exposição Manuel Marques de Aguiar, 1927 – 2015: Construir Lugares,patente na Fundação de Serralves até 18 de junho de 2018, conta com o apoio da J. Pinto Leitão, através da utilização de toros e placas de MDF para a idealização e construção da estrutura expositiva.

Inaugurada a 8 de março do mesmo ano, esta exposição pretende homenagear o arquiteto e urbanista transmontano Manuel Marques de Aguiar, cuja obra deixou marcas na cidade do Porto e outras localidades do Norte do país, assim como em Angra do Heroísmo, nos Açores.

Ao longo de seis núcleos construídos, o visitante pode aceder a diferentes testemunhos de personalidades da sua geração, como Álvaro Siza, Luiz Cunha e Carvalho Dias, que acompanharam e testemunharam o talento de Marques de Aguiar. É através dos seus desenhos, planos e projetos que esta exposição consegue “construir lugares”, revelando a ânsia do arquiteto em transformar a cidade e as paisagens. Assim, o percurso abre com a reprodução de um desenho da Ponte da Arrábida em construção, que viria a ser inaugurada em 1963. Esta passa pelos seus trabalhos desenvolvidos nas orlas marítimas do Porto e Matosinhos, onde colaborou com Álvaro Siza, e pela reconstrução do centro histórico de Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, após o terramoto de 1980.

A organização coube à Fundação de Serralves em parceria com a Família Marques da Silva.